Para quem acompanha o blog, já deve saber que no final do ano passado (2015), eu tinha finalizado a campanha com a Jill, que é moleza comparada a do Chris. Porém, só fui retomar e terminar a campanha do Chris recentemente! Para quem não está entendendo nada do que estou falando, continue a leitura que já explico! ;)

Bom, Resident Evil (Biohazard no Japão) é um clássico absoluto do gênero survival horror. Lançado pela Capcom em 1996 para PlayStation e mais tarde para Sega Saturn e PC (1997), ele não foi o pioneiro do gênero, mas com certeza, foi ele quem a popularizou!

Para PS1, foram lançadas ao todo três versões do jogo: o Resident Evil (1996), RE: Director’s Cut (1997) e o RE: Director’s Cut Dual Shock Version (1999).

As diferenças entre elas consistem basicamente em que na versão Director’s Cut foram adicionados novos níveis de dificuldade (Training, Standard e Advanced), que não existiam na versão original (que só possuia o modo Normal). Teve outras pequenas mudanças também, como: novos ângulos de câmera, novas roupas e bônus. Já na versão Director’s Cut Dual Shock, foram adicionadas novas músicas de fundo e a compatibilidade com os controles Dual Shock.

Enfim, do que se trata o jogo?

Missão: Floresta Racoon
Data: Julho de 1998
Situação:
Os novos membros da equipe Alpha chegam à cidade de Racoon tarde do dia. Antes disso, receberam estranhos depoimentos de habitantes locais a respeito de pessoas desaparecidas e visões anormais de monstros com aspecto de cachorro. Os restos de uma mulher que caminhava nas montanhas foram encontrados no rio. O relatório da polícia local diz que algo muito forte a pegou, julgando pela profundidade das marcas dos dentes. Provavelmente um ataque de um urso ou lobo. A população exige ação da polícia.

Ações da polícia:
a) A estrada de acesso à montanha foi bloqueada.
b) S.T.A.R.S. chamados.
c) Os S.T.A.R.S. foram informados que a mulher fazia parte de um grupo de turistas que entrou nas montanhas a alguns dias atrás.
d) A equipe Bravo de S.T.A.R.S. entra nas montanhas para procurar mais pessoas.

O helicóptero da equipe Bravil descobre uma mansão. O motor falha. O helicóptero faz pouso de emergência. O contato com a equipe Bravo foi perdido. Equipe Alpha é chamada e tem os objetivos:
a) Investigar a área da Floresta Racoon.
b) Localizar o helicóptero da equipe Bravo.
c) Localizar e salvar os membros da equipe Bravo.
d) Controlar a situação.

Equipe Alpha: Barry Burton, Joseph Frost, Chris Redfield, Jill Valentine, Brad Vickers e Albert Wesker.
Equipe Bravo: Richard Aiken, Rebecca Chambers, Enrico Marini, Forest Speyer e Kenneth J. Sullivan.

Jill Valentine!
Jill Valentine!

Este é o contexto do jogo, que começa com uma “incrível” apresentação em live action (atores reais) da equipe Alpha chegando à floresta onde o helicóptero da equipe Bravo pousou, porém são surpreendidos por cães furiosos e se veem obrigados a fugirem correndo, pois o helicóptero deles já havia partido, até que depararam com uma mansão misteriosa. Eles não tem outra opção a não ser entrar nela e se protegerem do perigo. Lá dentro, eles começam a investigar o local para tentar descobrir o que está acontecendo!

Você pode escolher entre dois membros da equipe para assumir o controle: Jill Valentine ou Chris Redfield. O engraçado que a história contada pelo personagem da sua escolha são distintas, ou seja, não ocorrem simultaneamente, como acontece em Resident Evil 2.

Se você escolher a Jill, sua vida será bem mais fácil, com mais espaço no inventário (oito espaços) e algumas mordomias logo de início que fazem a diferença na dificuldade, como o Lockpick que você ganha, e serve para abrir algumas portas sem a necessidade de ter a chave correta. Já se você jogar com Chris, a coisa complica um pouco. Para começar, você não ganha esse Lockpick e tem dois espaços a menos no inventário, só isso já dificulta bem as coisas, pois você vai ter que remanejar bem seu inventário.

Mapa da mansão e seu inventário!
Mapa da mansão e seu inventário!

RE é um jogo de survival horror old-school, então não tem essa de sair descarregando tiros nos inimigos, pois as munições são bem escassas. Assim como as ervas medicinais, que recuperam sua vida.

Por falar em inimigos, todo mundo deve saber que são zumbis, né? E neste primeiro, eles são toscos e lentos, fáceis de desviar. Porém, conforme você avança no jogo, vai surgindo novas ameaças, tais como: cachorros zumbis (MA-39 Cerberus), tubarões (Fi-3 Neptune), cobras, hunters (MA-121 Hunter) e o Tyrant (T-002 Tyrant)! E os mais chatos entre eles, com certeza, são os hunters, pois se bobear com eles, te arrancam sua cabeça em um só golpe, e aí meu amigo, game over!

O primeiro zumbi do jogo!
O primeiro zumbi do jogo!

Deu game over!? Putz, em RE não tem essa de continue não, você voltará para a tela de título e poderá no máximo voltar para o último local salvo. Ah, não salvou? Sinto muito, mas terá que voltar desde o início! Tá, mas como funciona o sistema de save, não é automático? Não! ;P

Para salvar, você terá que encontrar as famosas máquinas de escrever, que geralmente ficam em save rooms. Mas não é só isso, você também terá que ter Ink Ribbons (fitas usadas em máquinas de escrever) disponíveis para conseguir salvar seu progresso. E estas fitas, também são escassas, então é bom você economizar!

Nestas save rooms você também encontrará um baú, onde você pode armazenar itens que não sejam necessários carregar contigo no seu inventário no momento, mas você poderá pegar quando quiser em qualquer outro baú, um recurso bem interessante e necessário. Quando você entra nestas salas, toca uma música icônica e tranquilizante, pois ali ao menos, você está seguro.. :)

Quem já jogou, lembra muito bem desta parte! ^^
Quem já jogou, lembra muito bem desta parte! ^^

Tá, mas e a jogabilidade?

Esta, talvez seja um dos pontos fracos do jogo, principalmente jogando agora, depois de ver toda evolução dos jogos do gênero. O controle é um pouco travado, parecendo que você está controlando um tanque de guerra: aperte para cima para avançar, aperte para esquerda/direita para girar, e para baixo para recuar.

Mas o pior de tudo: não é possível atirar e andar ao mesmo tempo, ou você atira ou você anda. E para atirar você tem que segurar L1 para apontar a arma e depois apertar X para disparar.

Porém, sendo muito sincero, essa jogabilidade não em incomoda nem um pouco, não sei se é pela nostalgia, mas joguei totalmente tranquilo, e olha que a versão que joguei foi a primeira, sem suporte ao controle Dual Shock, então a movimentação é toda feita pelo D-Pad mesmo! Com um pouco de prática, você acostuma! ;)

Tem que tomar cuidado com estes lugares apertados!
Tem que tomar cuidado com estes lugares apertados!

E os gráficos e sons?

Os gráficos são ótimos, inferiores aos seus sucessores (óbvio), mas ótimos! Um baita avanço para época (acredito eu)!

E a trilha sonora é fantástica também, sendo que algumas foram mantidas no jogos seguintes. Em tempo, acho que a narração da chamada do nome do jogo na tela de título é totalmente icônica! Aposto que quem já jogou, acabou de ouvi-la mentalmente! ^^

Agora, a narração dos personagens no jogo em si, não é lá grande coisa, tem algumas partes totalmente desincronizadas! :)

Os gráficos são bem caprichados!
Os gráficos são bem caprichados!

Resumindo

Me diverti pra caramba jogando novamente (sério), tinha medo de achar que o jogo tinha envelhecido mau como alguns dizem, mas não achei nada disso! Eu acho o jogo ainda totalmente jogável e recomendo para os fãs do gênero. Agora #partiu jogar o remake no GameCube! ^^

Resident Evil

PlayStation


Desenvolvido por: Capcom
Publicado por: Capcom
Data de Lançamento: 1996
Gênero: Ação / Survival Horror

4.5

Finalizado em: 04 de Outubro de 2015 (Jill) / 06 de Março de 2016 (Chris)
Gostou? Assine nossa Newsletter e receba os próximos posts por e-mail!

Delivered by FeedBurner