Para satisfação dos fãs da Team Ico, que aguardavam desde 2009 o lançamento do terceiro título da empresa, The Last Guardian finalmente saiu para um console da Sony.. o PS4!

Consolidada pelos jogos Ico e Shadow of the Colossus, a agora genDESIGN (não é mais Team Ico) dirigida por Famito Ueda, criou uma espécie de lenda ao anunciar The Last Guardian em 2009 para PS3 (até então) e o projeto nunca ter visto a luz do dia. Sua previsão de lançamento inicial era para 2011, mas após vários adiamentos somados com a saída do diretor da empresa, o jogo era dado como praticamente morto. Até que a Sony resolveu trazer de volta o diretor e anunciar que o projeto não estava morto na E3 2015. O que resultou em empolgação na grande parte dos fãs, pois parecia que agora realmente o negócio iria para frente! Pois bem, ele foi e o jogo tá aí, foi lançado no dia 6 de Dezembro de 2016 com exclusividade para PS4.. mas será que ele correspondeu às expectativas?

Antes de mais nada, gostaria de deixar claro que eu não era um desses fãs que aguardavam o jogo ansiosamente, até porque só conhecia o Shadow of the Colossus, um excelente jogo por sinal, mas que eu não o coloco no alto do pedestal como vários fãs por aí! :)

Pois bem, vamos ao que interessa..

Resumidamente, The Last Guardian é uma grande história de amizade entre um menino e uma “fera gigante” que foram unidos ao acaso, mas que acabam precisando um do outro para encontrar uma saída! Pois é, no início você não faz ideia da onde está e nem o que está rolando!

Apesar de você controlar o menino, a estrela do jogo é com certeza o Trico, a “fera gigante” selvagem de espécie indefinida, que parece uma combinação de cachorro com ave e gato.

Pois bem, como dito, você começa o jogo totalmente perdido, sem saber de nada da história, nem de como foi parar ali, você simplesmente está preso em uma espécie de caverna com esta criatura enorme, aparentemente ferida, sem saber para onde ir, o que fazer e com o corpo todo tatuado!

Até que você se aproxima e tem a certeza que ele está realmente ferido, há lanças cravadas nele! Você resolve ajuda-lo “escalando” sobre ele bem ao estilo de SotC e retira as lanças, mas mesmo assim, ele está sem forças para levantar. Eis então que você descobre uns barris com conteúdo estranho e luminoso que serve de alimento para o animal. Porém, ao ser alimentado, ele ganha forças e, agitado, acaba te atacando sem querer (ou não) e você desmaia. Quando acorda, a fera se tornou seu amigo e fará tudo que você quiser..

..ou quase isso! Pois bem, agora que são amigos, vocês precisarão encontrar uma saída de volta para casa, mas devido ao tamanho de Trico, você precisará muitas vezes quebrar a cabeça para descobrir como abrir passagens para ele avançar e outras vezes, você precisará dele para saltar/subir em lugares inalcançáveis. E nessa hora você deverá coordená-lo, subir em suas costas e esperar que ele te leve ao local desejado, pois você não o controla!

Na teoria parece simples, mas aí que entra a grande sacada (ou defeito, depende do seu ponto de vista) do jogo, Trico é um animal totalmente selvagem e irracional e, você terá que tentar fazer que ele te obedeça, mas não terá sucesso algumas vezes. Pense como se você tivesse que fazer com que seu animal de estimação faça determinada coisa, se ele não for adestrado, você terá que utilizar de recursos como comandos de voz, gestos, atrai-lo com algo que ele goste, enfim, terá que ter MUITA paciência até que ele resolva te obedecer, com Trico é a mesma coisa.. ou pior! ^^’

Além disso, quando você conseguir que ele te leve até determinado local, pode ser até que não seja o local correto, pois as plataformas por onde você deve ir não são tão explicítas e, com isso, pode acontecer também de que você esteja insistindo para Trico saltar em determinado lugar e ficar na dúvida se ele não está indo porque ele não está te entendendo ou se realmente aquele não é o caminho correto! Mas não se preocupe, caso fique enroscado em algum lugar, o narrador do jogo (que claramente é o menino no futuro contando a história) irá te dar pistas de como avançar.

Visual do jogo, framerate e a câmera!

O visual do game é muito bom, os cenários são bonitos, Trico é bem trabalhado, mas em alguns momentos o jogo apresenta uma queda de framerate (taxa de quadros por segundos) muito grande que acaba deixando lento, principalmente em alguns momentos de ação. Mas para falar a verdade, isso não foi um grande problema para mim.

O problema mais crítico foi a câmera! Esta sim chega à incomodar, pois tem momentos que você não tem controle dela e, para piorar, ela se movimenta sozinha, lhe causando vários saltos errados e até te deixando às cegas, principalmente em momentos de batalhas quando a câmera resolve se enfiar dentro da parede, por exemplo. Sério, a tela fica preta e você terá que se movimentar às cegas até que a câmera saia de lá, isso ocorre geralmente em locais estreitos! :/

Mas e o Gameplay?

O jogo não apresenta um gameplay muito gostoso, é difícil explicar, você não tem muita precisão no controle, é difícil realizar saltos (sem o Trico) entre plataformas sem errar. A movimentação do personagem é muito estranha, não sei se o culpado disso é a câmera problemática, mas não me agradou!

O jogo possui sim inimigos, que são uma espécie de estátuas que ganham vida quando você se aproxima delas. Mas os combates são praticamente todos realizados pelo Trico, você só tem que ficar atento para não ser pego, ou então auxiliá-lo tirando os obstáculos do caminho, como também removendo as lanças que eventualmente ficam cravadas nele. Meio monótono para falar a verdade!

Experiência única

Apesar disso tudo, o jogo ainda lhe proporciona uma experiência única! Principalmente da metade para o final, onde a história começa a se encaixar e você descobre tudo o que aconteceu com você, de como foi parar ali, onde é “ali” e tudo mais! E outra, na maior parte do tempo, o jogo se desenrola bem, é muito grandioso avançar pelos cenários saltando com Trico!

Vale a pena?

Valeu para mim, mas confesso que fico com receio de indicar esse jogo à alguém, principalmente aos que não conhecem os trabalhos anteriores da Team Ico. Mas se você gosta de um jogo mais cadenciado e quer uma boa experiência/história, talvez esse jogo seja para você! Porém, é bom estar preparado para ter paciência e aceitar a grande característica do jogo que é de “domar” um animal selvagem para conseguir avançar até seu objetivo final..

The Last Guardian

PlayStation 4


Desenvolvido por: genDESIGN / SIE JAPANStudio
Publicado por: Sony Interactive Entertainment
Data de Lançamento: 06 de Dezembro de 2016
Gênero: Aventura

3

Finalizado em: ..
Gostou? Assine nossa Newsletter e receba os próximos posts por e-mail!

Delivered by FeedBurner