Que todo mundo tem pecados é fato, e por consequência todo jogador de videogame também tem seus pecados.. pecados gamísticos! Sabe aquele jogo que você nunca terminou ou até mesmo nunca teve a oportunidade de jogar, pois é, esses são seus pecados gamísticos! Hoje vou “confessar” dez pecados gamísticos meus, porém, como tenho muito mais do que isso, resolvi separar por geração de videogames, selecionei dez da sétima geração!

Para quem não sabe, a sétima geração de videogames é formada basicamente pelos seguintes consoles: Nintendo Wii, Xbox 360 e PlayStation 3, e pelos seguintes portáteis: PSP e Nintendo DS, ou seja, é a geração passada mais atual, pois acabamos de entrar na oitava com o WiiU, PS4 e Xbox ONE.

Esta geração começou para mim no meio do ano de 2010 com o PlayStation 3, meu console favorito desta geração, consegui ele através de uma promoção muito boa da extinta loja virtual do Carrefour, que na época estava inaugurando sua seção de games! Depois veio o portátil Nintendo DS no final do mesmo ano. No ano seguinte (2011), comprei um Nintendo Wii usado e é um dos meus maiores pecados em questão de console, pois até hoje não terminei nenhum jogo dele. Em 2012, eu ganhei um dos presentes mais legais: um Xbox 360 a minha querida futura esposa! E ano passado (2013), adquiri um PSP de um amigo, ou seja, tenho praticamente todos da geração! ^^

Sendo assim, tenho muito pecados! Entretanto, irei focar somente nos jogos de consoles, os de portáteis deixarei para um próximo post.

Jogos Indies

Um dos maiores destaques desta geração foram os tais jogos indies, ou seja, jogos de produtoras independentes. Como eles muita vezes não tem apoio financeiro de grandes publicadores, eles focam totalmente na inovação e na distribuição digital para atrair os jogadores.

E essa geração apoiou muito bem esses desenvolvedores com as redes Wii Shop Channel, Xbox Live e PlayStation Network (PSN), dando uma ótima visibilidade aos jogos, e com isso, saíram vários jogos muito bons que eu ainda não tive a oportunidade de jogar, tais como: Journey (PS3), Braid (PS3 / Xbox 360), Limbo (PS3 / Xbox 360), World of Goo (Wii) e tantos outros que até desconheço.

Heavy Rain (PS3)

Lançado em 2010 e exclusivo para PS3, Heavy Rain é um jogo diferenciado simplesmente pelo fato de ser um drama interativo, ou seja, você não controla o personagem, só escolhe as decisões que o jogo lhe oferece. Não sei se gosto desse tipo de jogo, mas dizem que vale a pena jogá-lo, então ele é o nono da lista! :)

Série Batman Arkham (PS3 / Xbox 360)

Taí uma série que renovou a franquia do herói que nos games não ganhava um título bom à tempos. A trilogia (por enquanto) é composta por: Batman: Arkham Asylum (2009), Batman: Arkham City (2011) e Batman: Arkham Origins (2013). Com exceção do terceiro, a série foi muito elogiada pela crítica e ganhou vários prêmios, sendo assim, oitavo lugar!

Red Dead Redemption (PS3 / Xbox 360)

Este só entrou na lista pois vários amigos me indicaram e também por ser considerado por várias críticas especializadas, o melhor jogo do ano de 2010. Eu, sinceramente, tenho minhas dúvidas, pois simplesmente não sou fã de GTA e este jogo é da mesma produtora, a Rockstar e tem a mesma ideia de mundo aberto, só que ao invés de ser na cidade é no velho oeste, e só por isso que darei uma chance ao jogo! ;D

Série Portal (PS3 / Xbox 360)

Desenvolvido pela Valve, esse jogo é totalmente inovador, pois trata-se de um jogo de quebra-cabeça diferenciado e inteligente, onde você tem que resolvê-los através de portais de teletransporte. Joguei um pouco o primeiro e achei fantástico.

O primeiro jogo foi lançado em 2007 em um pacote chamado The Orange Box que, além de Portal, continham os seguintes jogos: Team Fortress 2, Half-Life 2, Half-Life 2: Episode One e Half-Life 2: Episode Two. E o segundo jogo da série veio para consagrar.. sexto lugar da lista!

The Legend of Zelda: Skyward Sword (Wii)

Esse pecado é das antigas, desde o primeiro The Legend of Zelda no NES que eu quero jogar e terminar os jogos da série. O Wii teve dois jogos, porém só considerarei o Skyward Sword, pois apesar do Twilight Princess ser lançado juntamente com o Wii em 2006, ele foi originalmente lançado para Game Cube em 2004, então ele é da geração passada!

Série Fallout (PS3 / Xbox 360)

Jogos de RPG sempre foram meus maiores pecados, pois apesar de não ser muito fã do gênero, eu até me interesso por alguns, mas como eles exigem uma boa dedicação, acabo deixando-os de lado (infelizmente). A série Fallout nasceu nos PCs em 1997 e logo em seguida saiu o segundo jogo, mas só retornou em 2008 com Fallout 3 e fez um enorme sucesso! Sendo assim, está na lista! :)

Série Mass Effect (PS3 / Xbox 360)

Mesmo caso de Fallout, foi até difícil decidir a posição de cada um, mas como as notas de Mass Effect no Metacritic são um pouco melhores, então resolvi deixá-lo em terceiro!

Mass Effect é uma trilogia RPG produzida pela BioWare e lançada originalmente para o Xbox 360, mas quando lançaram o segundo e o terceiro, lançaram para PS3 também. Hoje temos a trilogia em ambas as plataformas. O primeiro jogo foi um dos mais aclamados de 2007, recebendo vários prêmios!

Série Gears of War (Xbox 360)

Ter um Xbox 360 e não ter jogado a série Gears of War é um pecado GRAVÍSSIMO! Bom, meu pecado não é tão grave, pois cheguei a jogar um pouco, mas AINDA não terminei nenhum! Sem comentários, esta série é muito top!

Série Super Mario Galaxy (Wii)

Acho que se aplica na mesma categoria de Gears of War, porém só muda o console! Ter um Wii e não jogar Super Mario Galaxy é um dos pecados mais graves, e ficou em primeiro, pois é considerado um dos melhores Marios de todos os tempos e pior, eu tenho o jogo e simplesmente ainda NÃO coloquei no console, como isso é possível? :/


Bom é isso, espero que tenham gostado da ideia e se sintam a vontade para confessar seus pecados também! Agora é partir e correr atrás do prejuízo, vou criar vergonha na cara e jogar esses jogos!

Menções honrosas

  • New Super Mario Bros. Wii;
  • Sleeping Dogs;
  • Donkey Kong Country Returns;
  • Série Forza;
  • Série Assassin’s Creed;
  • Série Dead Space (Dead Space 1);
  • Spec Ops: The Line;
  • Série Rayman;
  • BioShock Infinite;