Olá jogadores cervejeiros, tudo bem com vocês?

No ano passado, um console bastante querido por nós brasileiros, completou incríveis 40 anos! Sim, os videogames já estão em sua fase adulta à algum tempo, mas estamos falando do inimigo número 1 da família brasileira, o Atari 2600. E nada melhor para comemorar seus 41 anos (pois apesar do post atrasado, o Atari ainda não morreu) do que uma série de conteúdo bacana da nossa comunidade brasileira para vocês lerem, assistirem e até mesmo jogar! Confira!

Revista Jogos 80 N° 18

Você provavelmente já deve conhecer a revista eletrônica Jogos 80 dos editores Eduardo Luccas e Marcus Garrett. De qualquer forma, gostaria de recomendar a leitura da edição N° 18 que faz uma bela homenagem aos três quarentões de 2017: o Atari 2600, o Apple II e o TRS-80!

Além das homenagens aos quarentões, destaco os artigos sobre os jogos mais raros do Atari e também a entrevista com Steve Cartwright, criador do Megamania, ambos escritos por Marco Lazzeri!


  
    Conteúdo de primeira!
Conteúdo de primeira!

Eu tenho a versão impressa, pois no final do ano passado, o Marcus através do grupo da Jogos 80 no Facebook ofereceu uma oportunidade de adquirir esta edição neste formato com uma tiragem de aproximadamente 100 exemplares. Mas independente disso, a versão digital (assim como todas as outras) está disponível gratuitamente no site da revista. Vale muito a pena conferir!

Documentário “1983: O Ano dos Videogames no Brasil” no YouTube

Por falar em ótimo conteúdo gratuito e em Marcus Garrett, o documentário encabeçado por ele e que, através de uma campanha de financiamento coletivo, pretendia contar a história da origem dos videogames no Brasil, já está a algum tempo pronto e disponível para todos no YouTube.

Motivado por documentários internacionais como Atari: Game Over e inspirado nos livros 1983 + 1984: Quando os Videogames Chegaram, o documentário conta com quase duas horas e meia de muito conteúdo com entrevistas de personalidades importantes da nossa indústria, depoimentos de entusiastas e muito recurso áudio-visual de conteúdo da época.

O projeto foi dirigido por Marcus Garrett e Artur Palma e produzido pela ZeroQuatroMidia.

Cartucho de Atari “480 in 1” do DablioGames

Apesar de ter um grande respeito e admiração pelo Atari 2600, ele não é um console que na qual eu goste de colecionar. Sendo assim, resolvi meu “problema” de querer jogar os jogos que não possuía com este cartucho multi-jogos desenvolvido por outro entusiasta brasileiro, que é bastante conhecido pela comunidade como Dablio.


  
    A solução dos seus 'problemas'! :)
A solução dos seus 'problemas'! :)

Este cartucho possui 480 jogos sem repetição com menu em ordem alfabética e botão de reset no próprio cartucho para poder trocar de jogo sem ter que desligar o console. Apesar do preço ser um pouco salgado, valeu muito a pena, pois é possível encontrar praticamente todos os principais jogos de Atari.

O cartucho está disponível para venda no Mercado Livre.

More Work Games

Mesmo eu não curtindo colecioná-lo, o fato é que o Atari é adorado por milhares de fãs e entusiastas pelo mundo a fora. E no meio destes entusiastas existem diversos desenvolvedores que mantém a chama do Atari acesa, lançando novos jogos para ele, os chamados homebrews. E a More Work Games é uma destas desenvolvedoras.

Formada por dois grandes fãs do console, o Leandro Câmara e Darcio Prestes, a More Work Games teve como primeiro trabalho o jogo A New Marauder, uma releitura do Marauder original lançado pela Tigervision em 1982.


  
    Fizeram um excelente trabalho!
Fizeram um excelente trabalho!

O que chama atenção também é o capricho no desenvolvimento do cartucho, que possui uma cor especial branca e rótulo colorido impresso em papel couchê adesivo, além disso, vem na caixa em formato clássico e manual de instruções de 12 páginas muito bem ilustrados.

O jogo ainda está disponível a venda aqui!

Blog do Antonio Borba

E para finalizar, um blog praticamente obrigatório para qualquer entusiasta de Atari no Brasil. Trata-se do blog do Antonio Borba, o maior colecionador brasileiro de Atari, ele também é conhecido com TomBrazil em diversos fóruns especializados, como o AtariBrazil e AtariAge!


  
    Sua coleção é incrível e suas histórias mais ainda, vale a pena conferir!
Sua coleção é incrível e suas histórias mais ainda, vale a pena conferir!

Bônus: Canecas com estampas da Atari

Novamente sobre o Garrett (não, não estou sendo patrocinado por ele.. rsrs), recentemente ele em parceria com um amigo, começou a vender canecas com a temática de retrogaming bem legais.. que na qual, já comprei duas:


  
    Não resisti a compra quando vi essa com o logo do Atari 2600!
Não resisti a compra quando vi essa com o logo do Atari 2600!

São diversos modelos e, se gostar de alguma, pode entrar em contato diretamente com ele pelo Facebook. #ficadica


É isso, essas são as dicas que queria compartilhar como vocês! Se você tem uma dica legal sobre a Atari no Brasil, compartilhe conosco! E sobre o novo Atari VCS, o que vocês acham? Pretendem comprar?