O Bom do Videogame

Jogos de tabuleiro sempre me intrigou e fez parte da minha infância, seja jogando Banco Imobiliário, Detetive ou até mesmo o disputadíssimo War. Naquela época era muito fácil reunir três ou quatro amigos para iniciar uma partida. Hoje em dia, já não é tão fácil conseguir tal façanha, mas em compensação, descobri um novo universo de jogos. Jogos muito mais elaborados e complexos, tais como, Zombicide ou até mesmo os inspirados em videogames como Bloodborne - Card Game e o Resident Evil 2 - The Board Game. E seguindo essa mesma linha, gostaria de lhe apresentar um projeto…

Continue lendo

MeMe - O Que Você Jogou em 2018?

Feliz Ano Novo! \o/

Já é uma tradição, o primeiro post do ano é sempre uma releitura do meu ano gamístico passado, e nada melhor para isso do que participando novamente do MeMe do MarvoxBrasil, que chega à sua 8a edição: “O Que Você Jogou em 2018?”. Esta é minha quinta participação e sim, copiei a introdução do ano passado! rs…

Continue lendo

Análise - Resident Evil VII biohazard (PS4)

Olá jogadores cervejeiros, tudo bom?

Se você é que nem eu, um fã de Resident Evil, que já tinha perdido as esperanças de jogar um novo capitulo da série que seja tão bom quanto os clássicos? Um jogo que traga aquela sensação tensa de que todo passo, tiro ou uso de recursos tem que ser calculado para conseguir avançar no jogo?

Pois bem, eu já tinha perdido aquela paixão pela série, logo depois de só experimentar um pouco do Resident Evil 5 e não curtir. Tá, confesso que deveria dar uma chance maior ao jogo (e ainda pretendo), mas aquele não era o Resident Evil que esperava. Aí veio o Resident Evil 6, e nem dei bola para ele, nem sei se é bom ou ruim! rs… E depois, na E3 2016, anunciaram o Resident Evil 7… com visão em primeira pessoa e personagens totalmente desconhecidos… foi aí que pensei que iria me divorciar de vez da série! Mas queimei a língua (e bonito)…

Continue lendo

5 'coisas' que recomendo! #2 - Especial Atari

Olá jogadores cervejeiros, tudo bem com vocês?

No ano passado, um console bastante querido por nós brasileiros, completou incríveis 40 anos! Sim, os videogames já estão em sua fase adulta à algum tempo, mas estamos falando do inimigo número 1 da família brasileira, o Atari 2600. E nada melhor para comemorar seus 41 anos (pois apesar do post atrasado, o Atari ainda não morreu) do que uma série de conteúdo bacana da nossa comunidade brasileira para vocês lerem, assistirem e até mesmo jogar! Confira!

Continue lendo

O que gostei da E3 2018

Olá jogadores cervejeiros, tudo bom?

Mais uma E3 se passou e, como sempre, muitas novidades foram reveladas. Algumas já conhecidas, mas outras que pegaram todo mundo de surpresa! Confira o que eu curti desta E3…

Continue lendo

Análise - DOOM (PS4)

Olá jogadores cervejeiros, tudo bom?

Ao contrário do que possam imaginar, esta é praticamente minha primeira experiência com a série DOOM. Pois quando ganhei meu primeiro computador, lá por volta de 1998, a era do FPS já estava bem difundida (exatamente por causa do sucesso do primeiro DOOM de 1993) e o primeiro do gênero que me recordo de ter jogado foi o tal de Blood da Monolith Productions, um dos jogos mais violentos de 1997! Nesta época, eu não tinha muito acesso à jogos, e só joguei Blood, por causa da extinta revista CD Expert. E além disso, uns dois anos depois, eu ganhei o PS1 e conheci Medal of Honor, que me fez perder de vez o total interesse por DOOM. Entretanto, sinto uma certa inveja de quem vivenciou esta época do nascimento dos jogos de tiro em primeira pessoa.

Mais de 20 anos se passaram desde o lançamento do DOOM clássico e, mesmo sem ter o jogado, pude sentir o carinho e o capricho que os desenvolvedores tiveram para resgatar a essência da série com este reboot.

Continue lendo