5 'coisas' que recomendo! #2 - Especial Atari

No ano passado, um console bastante querido por nós brasileiros, completou incríveis 40 anos! Sim, os videogames já estão em sua fase adulta à algum tempo, mas estamos falando do inimigo número 1 da família brasileira, o Atari 2600. E nada melhor para comemorar seus 41 anos (pois apesar do post atrasado, o Atari ainda não morreu) do que uma série de conteúdo bacana da nossa comunidade brasileira para vocês lerem, assistirem e até mesmo jogar! Confira!

Continue lendo

Análise - DOOM (PS4)

Ao contrário do que possam imaginar, esta é praticamente minha primeira experiência com a série DOOM. Pois quando ganhei meu primeiro computador, lá por volta de 1998, a era do FPS já estava bem difundida (exatamente por causa do sucesso do primeiro DOOM de 1993) e o primeiro do gênero que me recordo de ter jogado foi o tal de Blood da Monolith Productions, um dos jogos mais violentos de 1997! Nesta época, eu não tinha muito acesso à jogos, e só joguei Blood, por causa da extinta revista CD Expert. E além disso, uns dois anos depois, eu ganhei o PS1 e conheci Medal of Honor, que me fez perder de vez o total interesse por DOOM. Entretanto, sinto uma certa inveja de quem vivenciou esta época do nascimento dos jogos de tiro em primeira pessoa.

Mais de 20 anos se passaram desde o lançamento do DOOM clássico e, mesmo sem ter o jogado, pude sentir o carinho e o capricho que os desenvolvedores tiveram para resgatar a essência da série com este reboot.

Continue lendo

6 adventures rápidos e fáceis para PS4 (e que não são da Telltale)

Como devem saber, a Telltale foi uma das responsáveis em trazer de volta o estilo que foi bem popular nos jogos de PCs dos anos 90: os adventures point-and-click! Porém, o foco da produtora é quase que totalmente na narrativa, deixando de lado o maior atrativo dos clássicos que são os puzzles, que muitas vezes eram de quebrar a cabeça.. literalmente!

Mas como não é só de Telltale que vivem os adventures, selecionei 6 deles que não são da produtora, mas representam muito bem o estilo, seja com foco na narrativa, nos puzzles ou em ambos, porém todos com uma característica em comum: possuem troféus fáceis de serem adquiridos! :)

Continue lendo

Limited Run fabricará novas cases de acrílico para seus jogos de Sega CD, Saturn e PS1

Quem coleciona sabe o quão frustrante é ter na coleção jogos com a caixa danificada, principalmente aquelas de plataformas que possuem formatos fora do padrão, como a do Sega CD, Saturn e PS1 (no início), os famosos long boxes americano de acrílico, que apesar de serem mais resistentes que o formato de papelão (adotado pela Tectoy no Brasil), quebravam facilmente, principalmente no encaixe da capa com o corpo do estojo.

Pensando neste nicho específico, a Limited Run, empresa especializada em lançar jogos indies em mídia física (com tiragem limitada) para PS4 e PSVita, resolveu fabricar essas cases seguindo exatamente as mesmas especificações da case original.

Continue lendo

MeMe - O Que Você Jogou em 2017?

Feliz Ano Novo! \o/

Já é uma tradição, o primeiro post do ano é uma releitura do meu ano gamístico passado, e nada melhor para isso do que participando novamente do MeMe do MarvoxBrasil, que chega à sua 7a edição: “O Que Você Jogou em 2017?” e minha quarta participação. Sem mais delongas, selecionei os 13 melhores jogos que joguei ano passado em ordem cronológica.

Continue lendo

5 características que me incomoda nos games!

Pois é, o ano está acabando, o Natal está aí já.. então este provavelmente será o último post de 2017! E para finalizar o ano antes de lhes desejar boas festas, gostaria de compartilhar com vocês uma pequena frustração que tenho com certas características de alguns jogos. Pois, eu não sei vocês, mas às vezes me preocupo com o rumo que os jogos eletrônicos estão tomando!

Digo isso devido à popularidade de algumas características dos jogos atuais, que simplesmente não me agradam… Pelo menos, não a primeiro momento, mas que sempre fico com um pé atrás quando descubro que tal jogo as possui. Pois bem, reuni cinco das quais mais me incomoda!

Continue lendo